Skip links

Evite Prejuízos e Saiba Como Calcular o Preço de Venda

O primeiro passo para poder calcular o preço de venda é organizar o financeiro da empresa, isto é, quanto custa para produzir o bem ou serviço ofertado. E somente depois, poderá calcular o preço de venda de qualquer produto e dizer com precisão quanto deverá cobrar pelo mesmo.

Para determinar o quando será cobrado sobre um serviço ou produto, é primordial saber:

  • quais são os custos
  • quais são as despesas
  • quais são os lucros

Somente com a junção desses 3 fatores você poderá estipular um preço bom para começar a vender.

 

O que é Preço de Venda?

O preço de venda é o quanto é cobrado por algum serviço ou produto, e esse valor deve ser suficiente para cobrir os 2 dos fatores citados acima (custos e despesas) e ainda obter lucro para a empresa.

Para simplificar, podemos dizer que o preço de venda é formado assim:

Preço_de_venda

Quais são os custos?

Para começar, custo é tudo a soma de gastos incorridos para produzir um determinado bem que será convertido ou transformado em algo de valor agregado, algo que estará em condições de ser vendido.

Por exemplo, digamos que a sua empresa produz ursos de pelúcia, e para produzir tal produto, na custo final devem ser somados os preços das materiais que serão necessários na produção, como, olhos de plastico, enchimento e tecido, e o custo de mão-de-obra.

Mas não vá pensando que é tão simples assim, os custos podem ser divididos em 4 tipos:

Custos Fixos: são aqueles que não tem jeito, precisam ser pagos. Como os salários, aluguel e manutenção de equipamentos

Custos Variáveis: são aqueles que variam com a produção da empresa, podendo mudar de mês em mês. Como as despesas com materiais necessários na produção, energia elétrica e água.

Custos Diretos e Custos Indiretos: 

 

Quais são as Despensas?

Em poucas palavras, é tudo que sua empresa precisa ter para manter o funcionamento da empresa e vender seus produtos ou serviços. Podendo ser valores investidos nas áreas comercial, administrativa, de marketing e de recursos humanos.

As despesas não tem necessariamente uma ligação direta com o produto final que é vendido pela empresa, mas pode ter influência no seu preço.

Existem duas categorias para as despesas:

  • Fixas: não variam com a quantidade de bens ou produtos vendidos pela empresa. Exemplo: materiais de escritório(papel, caneta ou lápis)
  • Variáveis: variam com a quantidade de produtos produzidos pela empresa. Exemplo: comissão de vendedores

Outros exemplos de dispensas são: salários, telefone, aluguel e compra de publicidade

O que é  lucro?

Não há muito o que falar, lucro é a quantia que sua empresa terá de retorno com a venda de um produto ou serviço.

Mas como saber se eu estou tendo lucro com as minhas vendas?

Existe um pequeno calculo que solucionará esta dúvida:

Imagine uma empresa de software em que vende seus serviços ao preço de 45 reais por usuário, com a média de 50 usuários novos por mês. Por outro lado a mesma empresa tem como custo variável total 10 reais por usuário, além dos custos fixos que somados chegam a 1000 reais por mês.

Agora vejamos se esta empresa efetivamente tem lucro após as vendas:

Vale apenas ressaltar que não é o preço de venda que trará lucros à empresa, mas sim o conjunto dos custos e das despesas.

 

Teste GRATIS por 15 dias nosso Sistema de CRM para gerar valor ao seu produto.