Skip links

Como fazer um gerenciamento de estoque eficiente? Confira!

O gerenciamento de estoque desempenha um papel crítico na saúde de qualquer negócio. Afinal, um bom controle permite reduzir custos de compras e armazenamento, negociar melhores preços e prazos de pagamento. Além disso, garante o bom funcionamento dos processos e protege contra imprevistos no mercado.

Mas uma boa gestão de estoque não é uma tarefa fácil, pois para escolher as melhores práticas, é necessário analisar quais são os principais erros cometidos nesse setor. Também, é preciso analisar os impactos de uma má gestão para, assim, evitá-los.

Veja, a seguir, quais são as consequências para empresas que não têm um gerenciamento de estoque eficiente e suas causas. Também confira as nossas dicas sobre como melhorar esse setor. Acompanhe!

Quais são os impactos de uma má gestão de estoque?

Como em todas as áreas, existem alguns erros que podem ser cometidos no gerenciamento de estoque, que acabam prejudicando os negócios. Entre os mais cometidos nesse setor estão a falta de informações sobre o que entra e sai e a falta de integração entre os setores de compra e venda.

Além disso, pode não haver planejamento e inventário no estoque, a gestão é realizada manualmente e há falta de projeção de demandas. Por conta disso, as empresas acabam tendo uma série de problemas, como mais chances de fraudes e mercadorias paradas, que fazem com que perca dinheiro.

A falta ou o excesso de produtos estocados, o armazenamento indevido das mercadorias, ocasionando perdas e avarias, e o atraso no prazo de entregas ao cliente também são recorrentes, nesses casos. Dessa forma, podemos perceber que uma má gestão de estoque pode gerar sérias consequências que comprometem a saúde financeira das empresas.

Como evitá-los e gerenciar o estoque com mais eficiência? Veja, a seguir, algumas dicas.

Como otimizar o gerenciamento de estoque?

Detalhamos, a seguir, algumas práticas para melhorar a gestão de estoque da sua empresa. Confira!

Mantenha o ambiente organizado

O espaço onde você armazena as mercadorias deve ser organizado. Por isso, o lugar de cada item deve estar definido conforme um requisito de armazenamento, como giro de estoque, características físicas ou prazos de validade. Isso facilita e dá mais agilidade ao controle.

Faça inventários periódicos dos produtos

Para uma gestão eficiente de estoque, você também deve fazer o levantamento físico de todos os itens por meio de um inventário, e sempre mantê-lo atualizado. Saber a quantidade certa de mercadorias é extremamente importante, pois ajuda a programar melhor as compras.

Controle a entrada e a saída de produtos

Todas as entradas e saídas devem ser anotadas. Então, tenha atenção à forma como elas são lançadas no sistema para que o item seja achado com facilidade. Não se esqueça de estabelecer normas para garantir um controle rígido, como definir horários para a movimentação de mercadorias.

Escolha o modelo de reposição mais adequado

Existem dois tipos de reposição de estoque: contínuo e periódico. No primeiro, você compra produtos quando seu estoque atinge o ponto de reposição. Já no segundo, os pedidos são recebidos em uma determinada data. Avalie qual deles se enquadra melhor ao seu modelo de negócio.

A tecnologia pode ser uma grande aliada do gerenciamento do estoque, com o uso de um sistema CRM. Isso porque o software facilita todas essas tarefas, conferindo mais agilidade e eficiência aos processos operacionais e administrativos. Com essas dicas, você está pronto para melhorar esse processo.

Agora que você já sabe com fazer um gerenciamento de estoque eficiente, aproveite para descobrir como fazer uma gestão de compras estratégica na empresa. Assim, você será capaz de conduzir seu negócio com muito mais eficácia.